Como incluir o financiamento de um imóvel nas contas do mês


montenegro-urbanismo-post-2

Quando você decide fazer um investimento a longo prazo, faz toda diferença quando você planeja como vai usar o seu salário.

Esse planejamento deve ser feito com cuidado e com sabedoria, isso vai garantir que você consiga chegar até o final de um financiamento sem se apertar no “meio do caminho”.

Mas antes da tomada de decisão, virá um questionamento:

E quanto do meu orçamento eu devo investir em um imóvel?

Para te ajudar a esclarecer esse ponto, vamos te mostrar 4 dicas para você poder incluir mais uma prestação nas contas do mês sem comprometer e renda e ainda, realizar o sonho de ter seu próprio imóvel.

1 – Economize nas menores coisas

Faça uma análize das despesas domésticas e tente cortar o máximo de gastos desnecessários. Fazer aquela economia de energia, telefone e água, ajuda bastante na redução do faturamente do mês de cada um desses itens.

2. Evite compras por impulso

Dois dos maiores motivos para esse tipo de compra é quando estamos tristes ou irritados. Quando você estiver em um dos desses estados, passe longe das promoções, são elas que se aproveitam do seu momentos mais vulnerável.

3.Tenha sempre em mente o valor (não monetário) do seu investimento

Especialistas confirmam que terrenos são grandes geradores de riqueza, devido à valorização rápida. Isso faz com que você possa revender e te dá a chance de reinvestir o seu dinheiro.

4. Utilize até 30% da sua renda

A recomendação dos economistas é de que, para começar, o ideal é usar de 20 a 30% da renda familiar. Portanto, calcule bem seus custos de vida e veja dentro dessas informações as melhores formas de comprar seu imóvel.